METODOLOGIA

a) Metodologia dos Verbetes:

Abrangência
Os verbetes do Dicionário Histórico-Biográfico das Ciências da Saúde no Brasil (1832-1930) encontram-se organizados pelas seguintes categorias:
- Associações Profissionais e Sociedades Médicas: compreendendo as sociedades organizadas com o objetivo de divulgar e debater os conhecimentos e a prática no campo das ciências da saúde.
- Biografias: trajetórias de profissionais (médicos, farmacêuticos, botânicos, veterinários...), professores, cientistas, e gestores no campo das ciências da saúde.
- Instituições de Ensino: os diversos espaços direcionados à formação de profissionais neste campo, compreendendo escolas, faculdades, universidades, museus e instituições hospitalares.
- Instituições de Pesquisa: institutos de pesquisa, laboratórios e jardins botânicos.
- Instituições Hospitalares e de Assistência Médica: instituições dedicadas à assistência e ao tratamento médico, como hospitais, casas de saúde, asilos, santas casas, e lazaretos.
- Órgãos Governamentais: organismos da esfera pública (níveis municipal, estadual e federal) dedicados à definição e à prática de políticas no campo das ciências da saúde.

Marcos temporais
O ano de 1832 constitui a etapa fundamental da institucionalização do ensino da medicina e das disciplinas correlatas, quando as antigas escolas médicas, criadas em 1808, do Rio de Janeiro e da Bahia, são transformadas em Faculdades de Medicina. O período 1889-1930, significou o desenvolvimento institucional e o crescimento e diferenciação na prática e na profissionalização nos campos da medicina, da saúde pública e das ciências biomédicas que ganham amplitude quase nacional. Verifica-se, neste período, a ultimação de um momento ímpar da história das ciências da saúde, no que se refere à definição de políticas públicas e à formação médica. Destaca-se o crescimento e a reorganização dos órgãos ligados à saúde pública, com destaque para a criação do Ministério de Educação e Saúde Pública (1930); o surgimento de novas escolas médicas; a criação de inúmeros institutos de pesquisa; e a consolidação de práticas e formações profissionais diferenciadas como médicos-sanitaristas e enfermeiras, etc.

Padrões de formatação e apresentação
Os verbetes são elaborados segundo padrões pré-definidos no que se refere ao conteúdo e às normas de apresentação.
Segmentos dos verbetes de instituições: Nome do Verbete, Denominações, Histórico, Estrutura e Funcionamento, Publicações Oficiais, Fontes, Ficha Técnica.
Segmentos dos verbetes biográficos: Nome, Outros nomes e/ou títulos, Dados pessoais, Trajetória profissional, Produção Científica, Fontes, Ficha Técnica.

b) Estrutura da versão on-line e navegação:

Em sua página principal, a versão on line permite acesso à pesquisa de verbetes propriamente dita, a textos de apresentação, metodologia e créditos, bem como a recursos de interação com a coordenação do Dicionário, a orientação sobre formas de citação e informações de referência sobre as fontes documentais utilizadas . Na página Consultando o Dicionário, os registros dos verbetes são acessados por Categorias de Verbetes, por Índices (Verbetes, Descritores) e por meio de Ferramentas de busca ( Simples e Avançada). A partir dos registros estão disponíveis os resumos e os textos completos dos verbetes, tanto em formato HTML como em PDF.
Dentro de cada verbete, o usuário tem, nas versões em HTML, opções para navegação interna nos segmentos próprios de cada verbete, bem como para outros verbetes já disponíveis, quando referidos. A navegação também se estabelece para fora do site do Dicionário, a partir dos links estabelecidos nas referências institucionais das Fontes, as quais identificarão o arquivo ou biblioteca (endereço, telefone, e-mail e url...) que guarda os livros ou documentos utilizados na elaboração do conteúdo.
As bases de dados do Dicionário - Verbetes, Usuários, Sugestões e, futuramente, Fontes estão armazenados em formato CDS/ISIS. A base de Verbetes é mantida num computador local com o programa WinISIS. Periodicamente esta base, com os verbetes atualizados e com novos verbetes acrescentados, é transferida para o servidor, de onde o Dicionário pode ser acessado através da Internet. No servidor Web, as bases do Dicionário são acessadas através do WWWIsis - servidor Web de bases de dados em formato CDS/ISIS -, um produto do Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde - BIREME.

c) Fontes (arquivísticas e bibliográficas):

Os subsídios, que fundamentam o conteúdo dos verbetes, são os mais diversificados e representativos, incluindo: documentos administrativos e legislativos, documentos didático-pedagógicos, documentos acadêmicos e culturais, relatos de viajantes, documentos geográficos e corográficos, catálogos e obras de sistematização, obras de referência, periódicos especializados e de grande circulação, textos científicos, teses, memórias, biografias, e obras analíticas sobre a história das ciências da saúde.
Estas fontes foram consultadas em acervos de diversas instituições (arquivos e bibliotecas) localizadas na cidade do Rio de Janeiro, e em acervos de outras cidades brasileiras, por meio de recursos eletrônicos ou de intercâmbios institucionais.